A Europa aponta barreiras ao crescimento das médias empresas

Com a maior parte do apoio governamental focado em pequenas empresas e as grandes empresas geralmente consideradas suficientemente grandes para cuidar de si mesmas, as empresas de média dimensão podem, muitas vezes, ser negligenciadas. Isto coloca o mercado intermédio em clara desvantagem quando se trabalha para superar novos e existentes obstáculos.

Um estudo chamado "Síndrome do filho do meio", conduzido pela Coleman Parkes Research e patrocinado pela Ricoh Europa, revela como as empresas de média dimensão estão potencialmente a perder 433 mil milhões de euros por ano como resultado dos obstáculos que impedem o seu crescimento.

O inquérito foi realizado em julho de 2016 e englobou 1650 inquiridos do Reino Unido, Irlanda, França, Alemanha, Espanha, Itália, Holanda, Bélgica, Luxemburgo, Suécia, Finlândia, Noruega, Dinamarca, Polónia, Portugal, Áustria, Hungria, Suíça, Rússia e Turquia.

Related Articles

Criar o ambiente certo para o crescimento das médias empresas

67% das médias empresas têm dificuldade em competir com novas empresas e grandes companhias. Para criar uma economia europeia mais forte, governos e investidores precisam de dar prioridade a colaborar com as empresas médias para promover o crescimento e inovação.

Média dimensão com grandes planos

As médias empresas da Europa têm um dinamismo e elevada abrangência, sendo que 38% pretende vender ações ao público num futuro próximo. 21% pretende adquirir ou fundir-se com outra empresa muito em breve.

X

Preencha os seus dados para fazer download do Livro Branco